600 anos de História - Porto Santo 1418-2018

UMA HISTÓRIA INCRÍVEL DE SOBREVIVÊNCIA

1. O Achamento

 

Esta foi a primeira ilha do arquipélago da Madeira a ser "achada" em 1418, no meio do Atlântico encontraram uma bela ilha dourada, após uma grande tempestade, e por ter sido descoberta no dia 1 de Novembro - Dia de Todos os Santos - e ter sido igualmente um porto seguro para estes navegadores, deram o nome à ilha de PORTO SANTO!

Estes navegadores, comandados por João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, tinham sido enviados numa viagem de descoberta pelo Príncipe Henrique, o Navegador e retornaram imediatamente para Portugal para contar o que haviam encontrado.

Nos registos históricos referem-se ao achamento da ilha, pois apesar de terem sido os portugueses os primeiros a povoar este estado insular, já existiam registos anteriores destas ilhas no chamado Atlas Medicis (1370). 

Porto Santo - 1418

Madeira - 1419

2.  A Ocupação e       Sobrevivência

 

 Pensa-se que os primeiros humanos a pisar o solo do Porto Santo, fizeram-no em 1420, preparados para fixarem os primeiros colonos e iniciarem o povoamento e governados pelo Capitão Donatário Bartolomeu Perestrelo. A ocupação desta ilha e posteriormente a descoberta da Madeira foram os primeiros passos para as grandes viagens que colocaram os portugueses em todo o mundo, através da grande epopeia dos Descobrimentos.

O seu isolamento e falta de chuva e por vezes secas extremas foram aspectos que contribuíram para as enormes dificuldades de sobrevivência.

A ilha tornou-se num alvo apetecido para os saques de piratas e corsários, e foram criados sistemas de defesa - fortalezas, os fachos para aviso de sua chegada e formas de proteger as mulheres e crianças de raptos e violações - as matamorras, que serviam igualmente para conservar o cereal. 

3. Celebrações dos 600 anos do descobrimento das ilhas

VISITE O SITE OFICIAL

Comemorações dos 600 anos do Descobrimento das Ilhas da Madeira e do Porto Santo

http://www.madeira600.pt/pt-pt/home-1?areaid=65